terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Porque o SL Benfica não é só Futebol...

Mais um fim de semana à BENFICA! Todas as nossas modalidades de pavilhão superaram com êxito os compromissos para os respectivos campeonatos. 

Acompanhe detalhadamente aquilo que há a esmiuçar sobre cada uma das cinco partidas disputadas.


Pleno de vitórias prossegue na 1ª Fase do Campeonato Nacional de Basquetebol. O Benfica derrotou o destemido Eléctrico por 78-99 para a 9ª ronda.

Frente a umas das equipas mais frágeis do campeonato, o detentor do título e actual líder 
arrecadou naturalmente mais um triunfo, atingindo a 9ª vitória consecutiva, porém só na 2ª parte assumiu definitivamente as rédeas da partida e se afastou no marcador.

A formação de Ponte de Sor apresentou-se com brio, empolgada, tendo realizado uma exibição muita positiva, particularmente na primeira parte. Lutou com bravura no entanto com o tempo o desgaste físico fez-se sentir. Obviamente, quando recorria ao banco, o rendimento da equipa baixava consideravelmente. Com uma boa eficácia no lançamento e beneficiando de algumas facilidades concedidas pelo SLB, conseguiu manter-se próximo no marcador durante os 20 min iniciais, e até a dada altura liderar o marcador. 21-29 ao cabo do 1º Período e ao intervalo 41-50.

Os homens de "águia ao peito" escutaram possivelmente um sério raspanete e regressaram dos balneários mais pressionantes e concentrados defensivamente. E rapidamente elevaram a vantagem pontual para a ordem das dezenas (56-74 no final do 3º Período). Como tem sido timbre, José Ricardo fez valer a profundidade do seu plantel e, com o jogo resolvido no último quarto, não abdicou de promover a estreia do jovem Rafael Lisboa (coroada com 4 pontos concretizados), filho mais velho do emblemático Carlos Lisboa. Realce também para a aposta em Ricardo Monteiro. Carlos Morais e Aljaz Slutej desfalcaram a equipa e permaneceram na Capital. José Silva e João Soares constituíram pedras basilares no ataque ao cesto, com 22 e 19 pontos, respectivamente.

Resultados Finais da 9ª Jornada (1ª Fase)

Eléctrico 78-99 SL BENFICA
Lusitânia 92-98 Galitos Barreiro
Terceira Basket 83-96 CAB Madeira
Barreirense 78-82 Oliveirense
Illiabum 87-92 V. Guimarães
Ovarense 68-88 FC Porto


Os pupilos de Joel Rocha alcançaram mais uma triunfo folgado. Despacharam sem espinhas a Quinta dos Lombos, por 7-0 na 13ª Jornada da Fase Regular do Campeonato Nacional de Futsal.

Continuamos no encalço do líder Sporting. De lamentar a pouca afluência de público na recepção à equipa da Linha. A fluidez/acutilância ofensiva imposta na segunda parte foi providencial para fechar a primeira Volta do campeonato com um resultado expressivo. Joel Rocha manteve a aposta em Afonso Jesus. O jovem vai afirmando-se cada vez mais no plantel principal do SL Benfica.

Entrada de rompante por parte dos homens de "águia ao peito", que culminou num golo logo nos primeiros segundos. Robinho desferiu um remate rasteiro de meia distância e abriu o activo, com o guardião forasteiro a não ficar isento de culpas. O internacional russo foi o jogador encarnado mais em foco nos 20 min iniciais. Apesar do ímpeto benfiquista, a Quinta dos Lombos não se amedrontou e com uma certa ousadia conseguiu sacudir a pressão inicial do Benfica e manter o jogo equilibrado até ao intervalo. Muito embora o resultado final aponte para um triunfo fácil, foi de louvar a réplica da equipa da Linha durante a primeira parte.

Os encarnados reentraram na quadra mais enérgicos, decididos em resolver a partida e impedir que a formação vinda de Carcavelos acalentasse esperanças. E logo nos primeiros segundos da 2ª parte, repetiram-se os contornos, isto é, o Benfica voltou a marcar. Deives foi o autor do golo, após ser solicitado por Bruno Coelho. O Capitão benfiquista cerca de 3 min volvidos cobrou um canto que encontrou Robinho. O craque não facilitou e bisou no embate. À passagem do min 30, inverteram-se os papéis. Robinho ofereceu o golo a Bruno Coelho, e ele só teve de encostar. Logo de seguida, Deives assina o 5-0 de calcanhar. A Quinta dos Lombos avançou para o "5 para 4". Pouco depois, transição rápida com Raul Campos a desviar para o fundo das redes. Um disparo de Raul Campos a menos de 2 min do apito final fixou o resultado final em 7-0.

Resultados Finais da 13ª Jornada

SL BENFICA 7-0 Quinta dos Lombos
AD Fundão 5-3 GD Fabril
Sp. Braga 8-3 Burinhosa
Futsal Azeméis 5-3 Unidos Pinheirense
Módicus 4-4 Desp. Aves
Leões de Porto Salvo 4-6 Belenenses
Sporting 6-2 Rio Ave


Vitória muito complicada e tangencial, por 2-1, na recepção ao Óquei de Barcelos, para a 7ª Jornada do Campeonato Nacional de Hóquei em Patins.

Antes de nos debruçarmos sobre o jogo do passado Sábado, importa congratular as Penta-Campeãs pela qualificação para os Quartos de Final da Liga Europeia, onde irão discutir com as italianas do ASDP Estrelas Molfetta a passagem à "Final Four". Depois do desaire em solo castelhano por 1-0, na noite de Sábado perante um Pavilhão Fidelidade bem composto e fervoroso a formação sob o comando de Paulo Almeida eliminou o CHP Plegamans. No final do tempo regulamentar venciam por 3-2, tendo carimbado o passaporte para a eliminatória seguinte da competição europeia através da marcação de grandes penalidades por 2-1. Fantástico meninas! O sonho continua...

Quanto aos homens, cumpriram a missão (triunfo importante) mas defraudaram as expectativas com uma exibição descolorida. Um golo madrugador dos minhotos deixou logo antever que não se adivinhava tarefa fácil para os pupilos de Pedro Nenes. Uma desatenção defensiva a resultar em clara falha de marcação. Estava feito o 0-1. O Benfica entrou apático em pista, com ataques sem nexo e demasiado espaço concedido na vertente defensiva. O OCB estava confortável na Luz, por sua vez o SLB expunha-se muito, revelando problemas na recuperação defensiva, e os nortenhos com facilidade criavam perigo. Durante toda a primeira parte, o Barcelos acercou-se da baliza encarnada por diversas vezes em situações de superioridade numérica. Não pode acontecer! Valeu Pedro Henriques a evitar o 2º golo forasteiro. Nos últimos 10 min do 1º tempo, com Carlos Nicolia (que regressou aos eleitos depois de ter falhado a viagem a Braga) e Jordi Adroher já dentro da pista, os encarnados conseguiram dotar o seu jogo com maior criatividade/verticalidade, todavia foram perdulários. O marcador só voltou a funcionar nos segundos 25 min.

A segunda parte foi marcada por um festival de faltas, com a dupla de arbitragem a querer ser protagonista. Os encarnados, embora com mais intensidade/determinação, continuaram algo descoordenados/pouco clarividentes na manobra ofensiva mas foram apanhados menos vezes em contrapé. Conseguiram consumar a reviravolta, numa exibição sofrível a nível colectivo. Aliás, individualmente só há a sublinhar mais uma extraordinária actuação de Pedro Henriques. O guardião luso manteve a baliza encarnada inviolável. Defendeu dois livres directos e uma grande penalidade! O empate foi restabelecido por intermédio do goleador Adroher, com 5 min cumpridos no 2º tempo. Instantes depois de ter desperdiçado um livre directo, em virtude da 10ª falta barcelense, os encarnados recuperaram a posse do esférico, insistiram e chegaram ao golo, numa oportuna recarga do avançado espanhol. A 10 min do apito final, o Benfica assegurou a vantagem no marcador na cobrança de um livre directo pelo craque Nicolia. A etapa complementar foi aliás marcada pelas bolas paradas. Perante tais oportunidades soberanas os minhotos claudicaram, ao invés dos lisboetas. Porém, quer Nicolia quer Adroher também dispuseram de mais um livre directo, mas não lograram avolumar o resultado. 

Resultados Finais da 7ª Jornada

SL BENFICA 2-1 OC Barcelos
Infante Sagres 3-6 Valença HC
Oliveirense 3-2 Paço de Arcos
HCP Grândola 3-3 HC Turquel
Sp. Tomar 4-2 Juv. Viana
FC Porto 7-2 HC Braga
Sporting 3-1 AD Valongo


O SL Benfica encerrou com uma vitória contundente a 1ª Volta da 1ª Fase do Campeonato Nacional de Andebol. Em jogo referente à 13ª Jornada batemos amplamente o Arsenal Clube Devesa por 17-37.

Na visita a Braga, o colectivo de Carlos Resende não deu quaisquer hipóteses, regressando à rota das vitórias. Nos primeiros 15/20 min, a formação bracarense manteve-se próxima no marcador, mas a partir daí imperou a lei do mais forte. O resultado final é bem elucidativo, espelha a desigualdade de forças registada na noite de Sábado. Continuamos no 1º lugar, embora com a mesma pontuação do Sporting.

O técnico encarnado optou por integrar João Pais e Davide Carvalho no elenco titular. Ao intervalo, as águias venciam por 12-20. O Arsenal até entrou com vontade de retardar ao máximo que o Benfica confirmasse o favoritismo, mas a partir dos 15 min (9-10) os encarnados melhoraram no aspecto defensivo e foram impondo a sua maior qualidade individual e colectiva, alargando a vantagem no último terço da 1ª parte. Davide Carvalho foi bastante solicitado, em lances de contra-ataque, e correspondeu com vários golos. Nuno Grilo e Pedro Seabra foram comandando o ataque planeado e Hugo Figueira voltou a um nível aceitável na baliza.

Nos segundos 30 min, Carlos Resende rodou o plantel à sua disposição, incluindo na baliza, e viu os elementos menos utilizados mostrarem serviço, comprovando o equilíbrio da nossa equipa. A formação anfitriã, em claro decréscimo de rendimento, marcou apenas cinco golos durante toda a segunda parte, o que traduz bem a solidez da organização defensiva do Benfica. Por conseguinte, as águias afastaram-se ainda mais no marcador. Nota final para a veia goleadora de Nuno Grilo e Davide Carvalho, que anotaram 7 golos cada um.

Resultados Finais da 13ª Jornada 

Arsenal Clube Devesa 17-37 SL BENFICA
ABC 32-22 Madeira SAD
AC Fafe 31-20 São Bernardo
Águas Santas 33-25 ISMAI
AA Avanca 40-31 Boa Hora FC
Xico Andebol 19-36 FC Porto
Belenenses 24-32 Sporting


Na tarde de Domingo, o Campeão Nacional de Voleibol recebeu e derrotou o Castêlo da Maia por 3-1, na 13ª ronda da 1ª Fase do Campeonato Nacional.

Concluímos assim a 1ª Volta no topo da tabela classificativa, com um ponto de avanço sobre Sporting, cinco sobre a Fonte Bastardo e sete sobre o Sp. Espinho.

Depois da viagem à Roménia, José Jardim não facilitou e fez alinhar a mesma equipa titular, ante um dos emblemas históricos da modalidade e que apresenta um conjunto de valores bem vincados (uma mescla de juventude com experiência) no panorama nacional orientados por João Coelho, ex-líbero do SL Benfica que este ano se estreou na função de treinador.

Depois de um arranque de jogo renhido, sendo de sublinhar a atitude combativa/competitiva dos nortenhos na disputa de cada ponto, a maior qualidade dos encarnados veio ao de cima. Bastou normalizar um pouco no capítulo da recepção para melhorar o nosso jogo. Conseguimos descolar após o 2º tempo técnico (19-15) e acabamos a vencer por 25-20. De salientar também a acção de serviço, forte e eficaz, que causou evidentes problemas à organização defensiva contrária.

O parcial de 25-15 no 2º set ilustra bem a superioridade evidenciada pelas águias. O Benfica não teve piedade perante os erros do Castêlo e com notória tranquilidade fez o 2-0. Tendo em consideração este resultado desnivelado, e já com o foco ligeiramente virado para o embate europeu na Terça-feira, José Jardim recorreu ao banco e fez descansar Miroslav Gradinarov, uma das melhores unidades. O búlgaro foi substituído por Fred Winters. Já na parte final do 3º set, fez entrar Hugo Gaspar e Tiago Violas, em detrimento de Milija Mrdak e Vinhedo. Só que os maiatos não se resignaram e venceram mesmo o terceiro parcial, por 21-25. Os encarnados, irregulares no bloco e com dificuldades na recepção, descomprimiram. O jogo só ficou resolvido no 4º set, com Filip Cveticanic no lugar de Zelão. Depois de período inicial pautado pelo equilíbrio (8-7), o poderio ofensivo dos encarnados foi quebrando a resistência nortenha (16-12), com Mrdak e Winters como figuras principais, e com naturalidade fecharam as contas da partida com 25-18.

Resultados Finais da 13ª Jornada

SL BENFICA 3-1 Castêlo da Maia (25-20; 25-15; 21-25; 25-18)
Fonte Bastardo 3-0 Clube K (31-29; 25-18; 25-23)
Esmoriz 1-3 Ac. Espinho (22-25; 24-26; 25-22; 17-25)
VC Viana 2-3 V. Guimarães (19-25; 20-25; 25-23; 26-24; 13-15)
SC Caldas 3-0 Leixões (25-21; 25-21; 25-18)
Sporting 3-0 Ac. São Mamede (25-20; 25-18; 25-17)


Para consulta de tudo sobre a época 2017/2018 das modalidades, pode ver aqui:





Porque o SL Benfica não é só Futebol...

SPORT LISBOA E BENFICA!!! 1904!!!


Sem comentários:

Publicar um comentário